Vinho Italiano

Franciacorta, o que é?

Se você é um apaixonado pela Itália e pelos seus vinhos, já deve ter lido em algum lugar sobre o Franciacorta. Mas você sabe realmente o que é? Conversando com um cliente, percebi que assim como o termo Chianti, o Franciacorta gera algumas dúvidas se é uma cidade, uma estado, um vinho ou uma região vinícola. Vamos compreender melhor?

É um estado? uma cidade? uma região vinícola? um vinho?

Franciacorta não é uma região política italiana, portanto não é um Estado, nem uma cidade.

Então o que é?

  • Franciacorta é uma área geográfica –  uma área montanhosa localizada entre Brescia e o extremo sul do Lago Iseo, na Lombardia. Veja mapa abaixo

  • Franciacorta é uma zona vinícola – área dedicada à viticultura no sul da Província de Brescia. Veja mapa abaixo.
    • As denominações reconhecidas neste território são: Franciacorta DOCG e Curtefranca DOC
    • As uvas cultivadas são: chardonnay, pinot nero e pinot bianco.

  • Franciacorta é o nome de um vinho – um espumante de método clássico que goza do reconhecimento DOCG, cuja produção é permitida no território homônimo da província de Brescia. Também conhecido como “o champagne italiano”.
    • As cidades onde é permitido produzir o Franciacorta DOCG são:  Paratico, Capriolo, Adro, Erbusco, Corte Franca, Iseo, Ome, Monticelli Brusati, Rodengo-Saiano, Paderno Franciacorta, Passirano, Provaglio d’Iseo, Cellatica, Gussago e parte das cidades de Cologne, Coccaglio, Rovato, Cazzago San Martino, Brescia, todas na província de Brescia.
Rota Vinícola do Franciacorta - Lombardia - Itália
Bellavista

Informações sobre a área da Franciacorta

  • A região de Franciacorta está localizada na província de Brescia, Lombardia, norte da Itália;
  • É banhada pelo Lago d’Iseo. que possui mais de 65 mil km²;
  • A região está distante 20 quilômetros de Brescia, 40 quilômetros de Bergamo e 90 quilômetros de Milão;
  • O clima da região, que inclusive contribui bastante com a qualidade do vinho, é do tipo continental, caracterizado por verões suaves e invernos bem frios.
  • Leia o nosso texto com um Guia para a rota vinícola do Franciacorta

Um vinho pouco conhecido no mundo

Apenas 11% da produção anual de Franciacorta, de 17,4 milhões de garrafas, é exportada para todo o mundo. Essa porcentagem tende a aumentar, no entanto, à medida que a denominação continua a se distinguir de outros vinhos espumantes tradicionalmente elaborados.

Durante anos, Franciacorta foi comparado ao Champagne, porque os dois vinhos usam o mesmo método de fermentação em garrafa e variedades de uvas primárias – mas as comparações param por aí. As melhores Franciacortas têm identidade própria.

Uma combinação de vinicultores de vanguarda, um foco crescente na viticultura orgânica, a redução (ou eliminação) da dosagem e experimentos promissores com uma uva nativa recentemente revivida resultou em espumantes espumantes movidos pelo terroir que deveriam estar no radar de todos os amantes de vinho.

Rota Vinícola do Franciacorta - Lombardia - Itália

Um pouco da história da região Franciacorta

Inicialmente habitado por povos celtas, foi com os romanos que as videiras passaram a ser cultivadas na região, graças ao seu clima e solo favoráveis. Autores romanos clássicos já faziam menção ao fato. O plantio das videiras não parou com o fim do Império Romano, já que Ostrogodos e Lombardos não só continuaram, como expandiram a prática.

Ao longo do tempo, vários monastérios se estabeleceram na região, como San Salvatore, Colombaro, Timoline, Nigoline e Cluniac, entre outras, dando continuidade ao cultivo das terras da região. Aliás, acredita-se que foram os monges de Cluniac que levaram para lá as uvas cabernet e merlot, bem como o método de fabricação do espumante. Durante a Alta Idade Média, apesar de todas as guerras e conflitos políticos, Franciacorta se estabeleceu como uma das maiores produtoras de vinho do que viria a ser a Itália.

Existem duas versões para o nome “francacorta”. Uma aponta para a presença de vários monastérios de origem francesa, e por isso, era chamada de “Curtes Francae” que pode ser traduzido como tribunais monásticos franceses, ou mesmo pequena França. Há quem diga, porém, que o nome deriva do fato de que a produção do local era franca, ou seja, estava livre de impostos.

Rota Vinícola do Franciacorta - Lombardia - Itália
Berlucchi

O vinho Franciacorta DOCG

O vinho produzido na região é um espumante que segue o método champenoise, muito utilizado na Europa nas regiões Champagne, na França, Catalunha, na Espanha, e  Franciacorta. Esse método consiste em fazer o vinho passar por duas fermentações: a primeira em tanques de inox e a segunda dentro da garrafa. Além disso, o produto passa por um envelhecimento de 18 a 60 meses, dependendo do tipo de vinho.

Vamos à algumas informações sobre este vinho:

 Uvas: a produção é feita com uma mistura de uvas:

  • Chardonnay
  • Pinot blanc
  • Pinot noir – máximo 50%
  • Erbamat – máximo 10%

Nesta região vinícola, é possível ainda a produção do seguintes tipos de vinhos:

  • Franciacorta DOCG
  • Franciacorta Satén DOCG
  • Franciacorta Rosé DOCG
  • Franciacorta Millesimato DOCG
  • Franciacorta Riserva DOCG

Com relação ao sabor, os vinhos apresentam as seguintes classificações:

  • Pas Dosé: vinho extremamente seco;
  • Extra Brut: muito seco;
  • Brut: seco, porém mas mais macio que o Extra Brut;
  • Extra Dry: macio
  • Sec ou Dry: menos seco e ligeiramente doce;
  • Demi-Sec: sabor bem adocicado, indicado para acompanhamento de sobremesas.

Com exceção do Satén, que é sempre Brut, todos os outros tipos apresentam todos os sabores listados. Os vinhos produzidos em Franciacorta possuem a certificação DOCG (Denominação de Origem Controlada) desde 1995.

Sobre Deyse RibeiroDeyse Ribeiro é natural de Minas Gerais, mas vive na Toscana desde 2007. Fez curso de sommelier na FISAR, master em Wine Expert (Academia del Gusto) e Guia Enológica na Itália. É empresária, guia de turismo, especialista em turismo de experiência na Itália, além de editora do Portal Tour na Itália, e deste site.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.